Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/cengisa/public_html/plugins/system/srizonimageslider/srizonimageslider.php on line 60
Home

vvv

A psoríase é uma doença infamatória crônica da pele que é difícil de tratar, tanto por seu caráter recorrente, como pela complexidade dos mecanismos etiopatogênicos que intervêm,  como expõem Jorge Ulnik e cols. em seu artigo publicado no  Anuário de Investigaciones.

Numerosos estudos afirmam que a psoríase afeta a qualidade de vida dos pacientes.

A equipe explica  em vários estudos  que doença afeta a vida cotidiana, tanto nas relações sociais, de trabalho e também a vida sexual. Do mesmo modo, afirma  que o tema sexual é muito complexo em qualquer patologia tanto psicológica como somática, mas nas doenças da pele - e na psoríase em particular - tem especial relevância.

Os autores explicam que as lesões podem ser desfigurantes, afetando a autoestima dos pacientes, podem ter localização genital, gerando dor e/ou coceira e podem ser desagradáveis à vista, gerando rejeição e até repugnância tanto no próprio paciente como em seu companheiro/a.

10O clássico teste de farmácia pode dizer se a mulher está grávida, mas um novo exame de urina pretende permitir que os pais saibam se estão esperando gêmeos ou se podem sofrer um aborto.

Três quartos dos abortos espontâneos ocorrem nos primeiros três meses, e muitas mulheres não compartilham suas notícias até depois desse período. Mas um teste desenvolvido pela MAP Diagnostics em Hertfordshire, Reino Unido, quer mudar isso.

“Queremos informar os pais sobre seu sucesso potencial de ter uma criança saudável”, diz o fundador da empresa, Stephen Butler, à "New Scientist".

A novidade foi inspirada na fertilização in vitro. Tradicionalmente, os embriões saudáveis são escolhidos para a implantação em mulheres e uma célula de cada embrião é removida e usada em um teste genético para rastrear números de cromossomos anormais ou mutações genéticas ligadas aos resultados ruins da gravidez. Esses embriões secretam proteínas que aparecem no meio da cultura da fertilização in vitro ou na urina das mães.

9Mulheres que se alimentam de forma saudável antes e durante a gravidez podem diminuir o risco de o bebê desenvolver problemas de coração, dizem pesquisadores.

A relação aparece em um estudo, publicado no Archives of Diseases in Childhood  Fetal & Neonatal Edition, que entrevistou 19 mil mulheres nos Estados Unidos - que tiveram filhos entre 1997 e 2009 - sobre suas dietas no ano anterior à gravidez. Metade delas tinha tido filhos saudáveis, a outra metade tinha tido filhos com graves problemas cardíacos.

3A endometriose atinge entre 10% e 15% das mulheres em idade reprodutiva segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e pode levar até dez anos para ser diagnosticada. No Brasil, aproximadamente 6 milhões têm a doença. Muitas delas, no entanto, sequer sabem que têm o problema. Isso por que o sintoma mais comum é a dor da cólica menstrual que, culturalmente, é considerada típica do período menstrual e muitas vezes ignorada como problema de saúde. A endometriose é também a principal causa de infertilidade feminina sendo responsável por 50% dos casos. 

Ginecologia/Obstetrícia

Mastologia

Endocrinologia

Ortomolecular/Envelhecimento Saudável